Cartas à Fundação VI

Obrigada.

Com fantasia, sofrimento, alegria e esperança foi possível que um Pensamento irreverente, provocador, desassossegado, inquieto e ético  chegasse à História e ao instalar-se nesse passado e, também com ele, continue a construir a utopia.

Obrigada.

A liberdade, a criatividade e o amor de um Homem e de uma Mulher venceram.

Obrigada.

A honestidade, a coerência, a ética, a moral e o afeto alicerçaram o intelectual, o politico, o criador, o cidadão, o Homem e a Mulher.

A obra que já construíram, que a memória da História jamais esquecerá, mesmo que a memória dos homens possa esporadicamente desvalorizar, faz parte do património do povo Português e do povo Espanhol.   

Obrigada.

 

Manifesto o meu agradecimento por  usufruir da vossa beleza.

 

Júlia Alves

Pin It on Pinterest

Share This