Dia Mundial da Liberdade de Imprensa

Eynulla Fatullayev, jornalista e militante pelos direitos humanos do Azerbeijão, foi distinguido com o prémio mundial da Liberdade de Imprensa Guillermo Cano 2012, numa cerimónia que levou a Tunes a directora geral da Unesco, Irina Bokova.

O prémio foi hoje entregue ao jornalista na capital da Tunísia, na celebração do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa. A escolha da cidade foi propositada, uma vez que a Unesco pretende realçar as recentes mudanças políticas e sociais no norte de África:

“As mudanças ocorridas no mundo árabe tornaram evidente o poder da associação da luta pelos direitos humanos com os antigos e os novos meios de comunicação. A liberdade de informação, recém descoberta na região, abre portas à transformação das sociedades graças a uma maior transparência e à prestação de contas. E está a criar novas formas de comunicação e de trocar informação e conhecimentos. Vozes enérgicas levantam-se – especialmente as dos jovens – em zonas onde antes estavam silenciadas”, afirma Irina Bokova numa mensagem conjunta com Ban Ki-moon, secretário-geral das Nações Unidas, a propósito desde Dia Mundial, este ano dedicado ao tema “Novas vozes: a liberdade dos meios de comunicação ajuda a transformar as sociedades”.

Pin It on Pinterest

Share This