Esquecer Saramago

ESQUECERSARAMAGO é uma obra colectiva de texto e imagem que reflecte, através de um mosaico de visões gráficas, a obra do Nobel da literatura português. O livro apresenta doze projectos de artistas plásticos — onze alunos e ex-alunos da ESAD.CR e um convidado especial, Pedro Penilo – que invocam, nos seus termos estéticos, onze textos fundamentais de José Saramago. Cruza-se a memória de quem leu Saramago, num momento marcante do seu percurso artístico pessoal (Anabela Santos, Bruno Bogarim, Eunice Artur, Orphanus Lauro e Pedro Penilo) e a experiência nova de novos leitores (André Banha, André Graça Gomes, João Ferreira, Mónica Landim, Nuno Fragata e Ricardo Braz), que aqui tomam contacto, pela primeira vez, com os textos do autor de Memorial do Convento.

O projecto tem duas componentes, livro (edição) e mala-exposição itinerante. Sob a forma de livro, é um exercício editorial complexo, procurando ajustar cada visão artística à sua respectiva apresentação, num todo que funciona como uma mostra colectiva de arte contemporânea. A mala-itinerante é um projecto expositivo de Biana Costa com André Teles, em cujos compartimentos interiores se podem encontrar originais e reproduções realizados pelos autores individuais, para além de um exemplar do livro (numerado). É uma boite-en-valise que se propõe como acontecimento relacional (a circulação da peça pelas diversas instituições e espaços que acolherem o ‘esquecimento de Saramago’).

Curadoria de Mário Caeiro

ESQUECER SARAMAGO tem início no dia 21 de Maio pelas 17h, na Biblioteca da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (Campus da Caparica), com a inauguração da exposição de todos os trabalhos. A entrada é livre.

Pin It on Pinterest

Share This