João Covelo

Estimado Sr.

Antes de tudo pedir-le desculpa por los erros ortográficos que possa eu escrever. O primeiro motivo se debe á minha pouca atencao ás minhas professoras e o segundo motivo é que levo 5 anos vivendo em Espanha e isso só prejudicou a minha escrita. Você é sem dúvida um dos melhores escritores que Portugal viu nascer. Por todo o mundo o nome de Portugal queda bem alto em muito devido a fama de excelente escritor que você conseguiu com tantos e bons livros. Recordo-me perfeitamente quando era mais pequeno de como o meu pai- simpatizante leal do partido comunista- me falou de você por primeira vez. Quero que saiba que tenho inveja de eu capacidade para escrever. Sempre tive esse sonho de um dia poder escrever um livro. Infelizmente para mim, tenho uma mente estéril e este meu desejo ficará guardado em um canto da memória jumto a todos os meus recordo de infância y adolescência. Infelizmente tenho que dizer-le que no compartilho com você as palavras que li em um jornal espanhol. Porque temos que falar de Deus de uma forma tam desrespeituosa? Porque temos que pensar que somos mais iluminados que os demais? Você não crê que tao respeitável é crer em Deus como não crer em Deus? Em este mundo tão louco , impessoal, frio, cruel tudo funciona assim. Tudo é levado aos extremos. Eu creio em Deus. Eu creio no Deus da bíblia. Eu creio em Jeová. Esso faz com que eu seja um descerebrado? Talvez crea em Deus porque sou um sufridor? Um imcompreemdido? O talvez porque me lavaram o cérebro? Estimado sr Saramago eu creio em Deus por motivos que penso que você jamais vai entender. Creio em Deus porque quando olho o céu o vejo uma flor não quero acreditar que isto nasceu do nada. Não quero acreditar que tudo o que vemos foi fruto da casualidade. Você acredita em que tudo – o universo, o homem , o planeta terra- apareceu de repente e fruto da casualidade? Você não pensa que acreditar que a teoria de Darwim é verdadeira é tao utópico como a minha fé que Deus creou tudo? Big ban e de repente y ao largo de milhones de anos chegamos a este estado. É em isso que você crê? Eu creio em Deus, mas você que aparta a Deus- segundo você, Deus não deixa de ser uma invenção de alguns para emcontrar paz inferior- é escravo dos homens. Escravo das suas teorias. Desculpe-me sr Saramago mas eu prefiro acreditar que Deus me creou. Prefiro crer que não viveremos só 70 ó 80 anos. Prefiro acreditar nas promessas da bíblia que falam de um paraíso. Imagine que ao final morro e tudo isto em que acredito é uma mentira. Pois deixe que le diga: prefiro assim. Prefiro morrer acreditando que o paraíso é verdade a viver uma vida tão triste como lá que levamos. Vidas sem sentido, donde as pessoas cada vez mais se parecem aos animais. São frias, desprovidas de amor. Creio em Jeová. Creio na bíblia. E creio em Jesus. Se você me permite sr Saramago me gostaria dar um pequeno conselho: se quer falar do Deus da bíblia por favor leia a bíblia primeiro. Não a leia buscando textos isolados e que fora do contexto respaldem o que você quer justificar. Eu humildemente lê ofreço a minha ajuda para que falemos da bíblia. Não tenho o seu intelecto nem a sua inteligencia. Talvez você nunca vai a ler está carta. Mas mesmo assim a escrevo e envio. Receba um saúdo cordial.

João Covelo

28 de agosto de 2009

Pin It on Pinterest

Share This