Manifesto pela libertação de Sakineh Ashtiani

A Fundação José Saramago, cumprindo o seu objectivo de defesa dos direitos humanos e a pedido do jornal The Times, subscreve o manifesto pela libertação de Sakineh Ashtiani:

fjs

Sua Excelência Grande Ayatollah Sayyid Ali Hoseyni Khamenei, Líder Supremo da República Islâmica do Irão, e Excelentíssimo Mahmoud Ahmadinejad, Presidente da República Islâmica do Irão.

Sakineh Mohammadi Ashtiani já sofreu o suficiente. Obrigado pela pressão internacional a suspender a execução por apedrejamento por alegado adultério, o governo Iraniano está agora a tentar retomar a acusação de que matou o seu marido – acusação pela qual já foi julgada. Ela passou já cinco anos na prisão, e sofreu 99 chicotadas, enquanto o homem que foi condenado pelo assassinato do seu marido, e com quem alegadamente tinha um caso, está agora livre, após ter sido perdoado pelos filhos da Sra. Ashtiani.

Nós, abaixo-assinados, pedimos ao governo do Irão para libertar imediatamente a Sra. Ashtiani, o seu filho Sajad Ghaderzade, e o seu advogado, Javid Houtan Kian, da prisão.

ARTES E CIÊNCIA

– Chris Addison, comediante

– M.J. Akbar, autor Indiano

– Javed Akhtar, argumentista Bollywood

– Suzi Aplin, TV produtor

– Shabna Azmi, actriz

– Dame Joan Bakewell, apresentadora de televisão e jornalista

– Juliette Binoche, actriz

– Jane Birkin, cantora

– Cate Blanchett, actriz

– Matthew Bourne (OBE), coreógrafo

– Simon Callow, actor, escritor e realizador

– Lorraine Candy, Editor-Chefe, revista Elle

– Peter Carey, autor e vencedor do Booker Prize

– Jarvis Cocker, músico

– Lily Cole, modelo

– Bill Bailey, comediante

– Billy Connolly, comediante

– James Corden, comediante

– Russell T. Davies, produtor/argumentista

– Robert De Niro, actor

– Pilar del Río, jornalista e presidenta da Fundação José Saramago

– Professor Dame Athene Donald FRS, Professora de Física Experimental na Universidade de Cambridge

– Emily Eavis, co-organizador do Glastonbury Festival

– Tracey Emin, artista

– Mia Farrow, actriz, Embaixadora da Boa Vontade da Unicef

– Colin Firth, actor

– Lady Antonia Fraser, historiador

– Anna Funder, autor

– Maria de França, editor-chefe na La Règle du Jeu (revista online que lançou, juntamente com Bernard Henri Levy, uma campanha internacional para salvar Sakineh Ashtiani)

– Nicky Ginsberg, galerista de arte e comentador

– André Glucksman, filósofo

– Richard E. Grant, actor

– Professor Malcolm Grant, Presidente e Reitor, University College de Londres

– Katherine Hamnett, designer

– Robert Harris, autor

– Damian Hirst, artista

– Isabelle Huppert actriz

– Howard Jacobson, autor e vencedor do Booker Prize

– Shekhar Kapur, realizador

– Thomas Keneally, autor

– Jemima Khan, escritora e activista

– David LaChapelle, fotógrafo

– Lauren Laverne, DJ

– Bernard Henri-Levy, filósofo e líder da campanha francesa a favor de Sakineh Ashtiani

– Penelope Lively, autora e vencedora do Booker Prize

– Bjørn Lomborg, Business School de Copenhaga

– Matt Lucas, comediante

– Reverendo Michael Langrish, Bispo de Exeter

– Johnny Marr, músico

– Fernando Meirelles, realizador (Cidade de Deus, Blindness)

– Sir V.S. Naipaul, autor

– Lady Nadira Naipaul, mulher de V.S. Naipaul e jornalista paquistanesa

– Christine Ockrent, director do France 24

– The Priests, grupo vocal

– Philip Pullmann, autor

– Robert Redford, actor

– Martin Rees, Astrónomo Real, antigo Presidente da Royal Society – Serena Rees, fundador de Agent Provocateur

– Andrew Roberts, historiador

– Will Self, jornalista e romancista

– Sir Nicholas Serota, curador

– David Starkey, historiador

– Sting, músico

– Sir John Sulston, FRS, Prémio Nobel em medicina, 2002

– Reverendo Alison Tomlin, Presidente da Conferência Metodista

– Pete Townshend, músico

– Andrew Upton, dramaturgo

– Sir Mark Walport, Director, Wellcome Trust

– Claudia Winkleman, apresentadora de TV

– Professor Lord (Robert) Winston, Professor de Ciência e Sociedade no Imperial College de Londres

– Wole Soyinka, autor e Prémio Nobel

– Toby Young, autor

POLÍTICA

– Roberta Angelilli, Vice-Presidente do Parlamento Europeu

– Lord Ashdown of Norton-sub-Hamdon, diplomata e político

– Baronesa Ashton, Alta Representante da União Europeia para Assuntos Externos e Política de Segurança

– Martine Aubry, Líder do Partido Socialista Francês, antiga Ministra do Emprego

– José Manuel Barroso, Presidente da comissão Europeia

– Elizabeth Broderick, Comissária para a Discriminação Sexual da Austrália

– Jerzy Buzek, Presidente do Parlamento Europeu

– Sir Menzies Campbell, MP para o North East Fife e Chanceler da Universidade de St Andrews

– Anne Clwyd, MP para Cynon Valley

– Yvette Cooper, Secretário dos Negócios Estrangeiros

– Stella Creasy, MP para Walthamstow

– Bertrand Delanoë, Presidente da Câmara Municipal de Paris

– Embaixador Raphael Valle Garagorri, coordenador da campanha espanhola contra a pena de morte

– Bernard Kouchner, antigo Ministro francês dos Negócios Estrangeiros

– Lorde (John) Krebs, Presidente do Comité de Ciência e Tecnologia da Casa dos Lordes, Reitor do Jesus College, Oxford

– David Miliband, Antigo Secretário dos Negócios Estrangeiros

– Ed Miliband, líder do Partido Trabalhista

– Alejandro Negrín Muñoz, Director-Geral para os Direitos Humanos e Democracia do Governo Mexicano

– Richard Ottaway MP para o Comité de Assuntos Externos

– Peter Tatchell, activista pelos direitos humanos

– Malcolm Turnbull, Ministro sombra australiano para as Comunicações e Banda Larga e antigo líder do Partido Liberal Australiano

– François Zimeray, Embaixador Francês para os Direitos Humanos

Ler manifesto no original

Pin It on Pinterest

Share This