Última sessão de Don Giovanni no México cancelada

Última hora:
Cancelada a última sessão da peça Don Giovanni.

O actor Carlos Cobos, que representa o papel de Leporelo sofreu um derrame cerebral e encontra-se hospitalizado. A Fundação José Saramago expressa a sua solidariedade com Carlos Cobos, com a companhia de teatro e com a sua família e deseja a sua pronta recuperação.

A 6 de maio haverá a última representação da peça “Don Juan, el disoluto absuelto” (“Don Giovanni, o dissoluto absolvido”),  de José Saramago, que teve estreia mundial a 8 de março último, no Teatro Juan Ruiz de Alarcón, no Centro Cultral Universitário da Cidade do México.

A peça, publicada por José Saramago em 2005, tem encenação e direção de Antonio Castro e inclui excertos da ópera Don Giovanni de Mozart. Saramago subverteu o papel do protagonista, fazendo do sedutor um seduzido, e deixa-o livre das chamas do inferno.

 A tragicomédia é interpretada por Martín Altomaro como Don Giovanni, Carlos Cobos como Leporello, Lucero Trejo como Dona Elvira, Erika Koré como Dona Ana/Zerlina e Rodolfo Blanco como Masetto/Don Octavio.

Este Don Juan do século XXI tem, como sublinhou o encenador na altura da estreia, “uma voz libertária e anarquista de um homem subversivo contra uma moral dupla que quer impor-nos a forma como exercemos a sexualidade”. O ator Martín Altamaro, protagonista da peça, comentou que “a obra  – uma grande provocação – critica duramente as instituições, como a igreja, que te dizem como deves viver a sexualidade. No século XVIII, era muito fácil condenar o desalmado que seduzia as mulheres, mas Saramago quebra o mito ao afirmar que as mulheres também têm desejos e disfrutam a sua sexualidade”.


Pin It on Pinterest

Share This