90 anos, 90 Palavras (87)

Coragem

Coragem é a palavra que me vem à mente quando penso em Saramago, porque ele foi, sem dúvida, um homem de e com coragem, que nos ensinou a não claudicar, a lutar pelo que considerávamos justo, a nunca abandonar nem pessoas nem causas nem mesmo esses pequenos seres vivos que nos acompanham nas nossas vidas e a que chamamos animais domésticos. Saramago, além de um grande escritor, foi sobretudo um grande homem, uma pessoa resiliente que soube crescer na adversidade, sem desanimar diante dos contratempos. E para perserverar na luta, sem dúvida, precisamos de uma grande dose de coragem.

 

Iolanda-Iratxe Serrano Ávila

Pedagoga e Educadora Social

Presidenta de “La voz de los adoptados”

Barcelona, Espanha

Pin It on Pinterest

Share This