“A estátua e a pedra”, com lançamento mundial no dia 19, gera expectativa na FILBo

O lançamento mundial de “A estátua e a pedra” de José Saramago, previsto para o dia 19, está a criar na Feira do Livro de Botogá uma grande expectativa e foi mesmo referido pelo Presidente da República da Colômbia no discurso de inauguração da Feira.

Do programa de hoje (18 de abril), destaca-se a sessão subordinada ao tema “A Jangada de Pedra”, que tem como oradores Jorge Barreto Xavier, secretário de Estado da Cultura, e Pilar del Río, presidenta da Fundação José Saramago. “A jangada de pedra dirige-se para a América Latina?”, perguntam os organizadores: “Portugal e Espanha redescobrem o Novo Mundo Económico. Brasil, Colômbia e México são países que Portugal e Espanha parecem querer redescobrir para superar a forte crise em que caíram. Será esta uma aproximação oportunista ou o espaço iberoamericano pode ser efectivamente realidade?” A esta sessão, às 15h30 de Bogotá (seis horas menos do que Lisboa), seguir-se á uma a conversa de Pilar del Río com a escritora colombiana Laura Restrepo sobre a obra de José Saramago.

No dia 19, à mesma hora do lançamento mundial de “A estátua e a pedra” (edição bilingue, portugês e espanhol), o escritor Vasco Graça Moura fará uma conferência sobre Luís de Camões e Fernando Pessoa. Teolinda Gersão falará, de manhã, sobre a memória e a realidade na sua ficção. Haverá mais dois lançamentos de livros de autores portugueses neste dia: “Entre otras noches”, de Ana Luísa Amaral, e “Histórias falsas” de Gonçalo M. Tavares.

Nuno Júdice a Ana Luísa Amaral vão ler poesia portuguesa numa sessão ao fim da tarde.

A literatura infanto-juventil que tem um destaque muito especial na participação portuguesa da FILBo, tem neste dia intervenções de Adelia Carvalho, Carla Maia de Almeida, André da Loba, Bernardo Carvalho, André Letria, Madalena Marques, Telma Pereira e Afonso Cruz. 

Na 26.ª edição da FILBo, Portugal é o país convidado de honra, com uma participação comissariada pelo investigador Jeronimo Pizarro Jaramillo, um colombiano especialista na obra de Fernando Pessoa. A comitiva portuguesa conta com 23 escritores lusófonos e ai longo da feira serão lançados 32 obras propositadamente traduzidas em espanhol para esta ocasião. Além dos 20 mil livros disponíveis para venda no pavilhão português, outros 20 mil são distribuídos gratuitamente, através do programa “Libro al Viento”.

 

El espectador

El tiempo

La información

Plan B

Periodismo sin afán

Diário digital

Diário de Notícias

Sic Notícias

Visão

Radio Caracol

Milenio

Revista Arcadia

Diário Digital, 22 de abril

ionline

Pin It on Pinterest

Share This