Ana Karenine, de Leão Tolstoi, traduzido por José Saramago

Ana Karenine, de Leão Tolstoi, traduzido por José Saramago

“Ana Karenine” de Leão Tolstoi traduzido por José Saramago para a Estúdios Cor.

“As famílias felizes parecem-se todas; as famílias infelizes são-nos cada uma à sua maneira” assim começa a Ana Karenine na tradução do francês feita por José Saramago em Dezembro de 1959.

 

Estúdios Cor – Edição de Dezembro de 1959

Estúdios Cor – Edição de Maio de 1969

 

A 18 de Novembro de 2010, a Fundação José Saramago organizou a leitura de Ana Karenine, na Biblioteca das Galveias da CML, assinalando os cem anos do desaparecimento de Leon Tolstói e a publicação deste mesmo romance traduzido directamente do russo por António Pescada, com a chancela da Relógio d’Água.

 

 

 

Pin It on Pinterest

Share This