Atividades do último trimestre de 2013

OUTUBRO

Dia 8, 12h00

Comemoração dos 15 anos do anúncio do Nobel
Apresentação de “Vontades”, livro com pintura de José Santa Bárbara, Editorial Caminho Divulgação das atividades da Fundação José Saramago para o ultimo trimestre de 2013 Casa dos Bicos

Dia 11, 21h00
Estreia de “Jangada de Pedra” pelo grupo de teatro O Bando Teatro S. Luiz

Dia 19, 17h30
Debate sobre a Europa, a propósito de “Jangada de Pedra” de José Saramago Com Eduardo Lourenço e Rui Tavares
Teatro S. Luiz

De 22 a 25
Feira do Livro de Belgrado – Semana Saramago
Lançamento de edição sérvia de “Da estátua à pedra” de José Saramago

Dia 31, 18h30
Debate sobre as Malvinas e Gibraltar, com os embaixadores Rafael Estrella e Jorge Arguell e moderação de António Sampaio da Nóvoa

NOVEMBRO

Dia 5
Anúncio e entrega do 8.º Prémio Saramago 2013, com o Círculo de Leitores

Dia 7

page1image11072
page1image11344
page1image11616
page1image11888
page1image12160
page1image12432
page1image12704

Sessão de encerramento do encontro internacional sobre Tráfico de mulheres, promovido pelo Movimento Democrático de Mulheres
Casa dos Bicos

Dia 7
Estreia de “A noite”, de José Saramago, encenação de José Carlos Garcia Teatro da Trindade

De 14 a 17
FLIPORTO – Festa Literária Internacional de Pernambuco, Brasil

DEZEMBRO

10 – 15 anos da entrega do Prémio Nobel da Literatura a José Saramago

OUTROS ACONTECIMENTOS (datas a anunciar)

Edição de um livro sobre o erotismo na obra de José Saramago

Exposição das ilustrações de Rogério Ribeiro para “O ano de 1993” -­‐ na Casa dos Bicos e no Brasil

Edição de jarra da Vista Alegre “A Viagem do Elefante”, criada por David de Almeida

Divulgação dos livros editados no Brasil pela Editora da Universidade Federal do Pará: “Da estátua à pedra” e “Democracia e universidade”

Estreia de “Enemy”, filme de Denis Villeneuve baseado em “O homem duplicado” de José Saramago (março/abril 2014)


Simultaneamente, decorrem as atividades habituais da Fundação José Saramago, com destaque para a peça Memorial do Convento para as escolas, pelo Grupo de Teatro Éter

page2image11320
page2image11592


Dia do Desassossego 16 de novembro


O Dia do Desassossego é uma ocasião para sair à rua com um livro na mão e ler em lugares públicos, de tal forma que o desassossego das ideias penetre a vida social ao mesmo tempo que fortalecemos o pensamento para combater o desânimo e a depauperação a que nos submetem. Ler para contemplar o espetáculo do mundo de outra perspetiva, para intervir e reforçar os argumentos de bem comum, próprios de seres humanos que se respeitam e honram a sua condição de cidadãos. O Dia do Desassossego é um dia de militância ativa, cada pessoa com um livro, muitas com muitos livros.

O Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa, O Ano da Morte de Ricardo Reis, de José Saramago, são boas propostas de leituras para essa jornada, mas qualquer livro que reflita sobre o nosso tempo ou as nossas profundas incertezas será uma magnífica opção. Trata-­‐se de ler nas praças e ruas de Lisboa, povoando-­‐as da vida que os livros contêm. Também os livros mais amados das nossas bibliotecas beneficiarão do ar da rua e da nova respiração que nós, os leitores, lhes outorguemos.

Enchamos Lisboa e as nossas cidades de livros. Leiamos na rua, em voz alta ou em silêncio. Leiamos para nos reconhecermos, para nos reforçarmos, para sermos mais lúcidos e independentes. Leiamos para nos conquistarmos.

Programa (provisório)
Sessão de contos na Casa dos Bicos, Rodolfo Castro
Atores do Grupo Éter fazem leituras de Fernando Pessoa e José Saramago na rua

Lançamento da edição fac simile de “Claraboia” e da nova edição de “A Maior Flor do Mundo” com ilustrações de André Letria – Editorial Caminho 

Pin It on Pinterest

Share This