Canadiano Guy Laramée inspira-se em “A Caverna” para uma série de esculturas com livros

O artista canadiano Guy Laramée, de 55 anos, inspirou-se no romance de José Saramago “A Caverna” (2000) para criar uma série de esculturas feitas com livros.

“Penso que este romance encaixa perfeitamente com o meu trabalho e as minhas preocupações”, diz Laramée no site da internet. “Todos os artistas sérios chegam a um momento em que põem em causa os poderes que invocam e convocam”. Depois de sublinhar que Saramago alarga o conceito da alegoria da caverna de Platão, o artista faz um paralelo com a obra de Júlio Verne “Viagem ao centro da Terra” para dizer: “Escavamos e escavamos e o que encontramos no interior é igual ao exterior.

 

A luz que procuramos é a mesma em todos os lugares dentro ou fora (Júlio Verne coloca um mar e um céu no centro da terra). Então? Temos de parar de escavar? Podemos? E se a caverna, em vez de ser a nossa prisão, for o nosso último refúgio, o nosso único templo? E se, em vez de nos escondermos das sombras refletidas na parede, nos sentarmos a tentar ver através delas?”

Guy Laramée desenvolve trabalho multidisciplinar, nomeadamente em teatro, música, literatura, escultura, pintura, instalação e vídeo, e já o apresentou em vários países da Europa, da América Latina e nos Estados Unidos. 

 

 

Guy Laramée

 

Pin It on Pinterest

Share This