Centenário de Jorge Amado e Luiz Gonzaga

A Presidente do Brasil , Dilma Rousseff, presidiu hoje à celebração do Dia Nacional da Cultura e prestou homenagem ao escritor Jorge Amado e ao músico popular Luiz Gonzaga, que completariam cem anos de idade em 2012.”Já não estão connosco, mas deixaram um legado que nos marca para sempre” e “permite conhecer melhor o Brasil”, um país cuja cultura tem por principal caraterística a “diversidade”, disse Dilma, numa cerimónia no palácio presidencial, em Brasília.Segundo a Chefe de Estado, “a cultura é intemporal, mas reflete o momento histórico, mais do que qualquer outra manifestação humana”. Esta é uma caraterística presente, quer na obra de Jorge Amado, quer na herança musical de Gonzaga.Jorge Amado, autor de clássicos como “Dona Flor e os seus Dois Maridos “, “Gabriela” ou “Tieta do Agreste”, morreu em 2001 e faria cem anos em 2012.Luiz Gonzaga, falecido em 1989 e conhecido como “Rei do Baião”, é autor, entre muitos outros clássicos, de “Asa Branca”, que a cantora Elba Ramalho interpretou na ocasião.

Pin It on Pinterest

Share This