Conversa com Miguel Gonçalves Mendes sobre a adaptação de Claraboia

Conversa com Miguel Gonçalves Mendes sobre a adaptação de Claraboia

O realizador português Miguel Gonçalves Mendes, autor do documentário José e Pilar, participa no sábado (26) do ciclo de conversas sobre a adaptação do romance Claraboia, de José Saramago, feita pelo grupo teatral A Barraca. O encontro dar-se-á logo após a sessão das 16h.

A adaptação, levada a cabo por esta Companhia, fundada em 1975, estreou no dia 10 de Dezembro, aniversário dos 17 anos da entrega do Prémio Nobel a José Saramago. Com dezassete atores em palco e um cenário que descreve com riqueza de pormenores os seis apartamentos de um edifício, o coletivo dirigido por Maria do Céu Guerra apresenta a sua leitura do romance escrito por José Saramago no começo dos anos 50 – e publicado em 2011, após a sua morte.

miguelsaramago

Sobre a representação, escreveu o crítico Ricardo Martins Pereira para o site NiT: «A dinâmica da peça é muito boa, com as personagens sempre em movimento, mesmo quando as luzes e a ação se vão focando noutras casas, noutros conflitos. Todas as famílias vivem os seus dramas, uns maiores do que os outros, todos são infelizes à sua maneira, e todos acabam por querer, aos olhos dos vizinhos, parecer muito mais felizes e realizados do que efetivamente o são.»

 

Pin It on Pinterest

Share This