Dossier de imprensa: 5 anos depois

Dossier de imprensa: 5 anos depois

De portas abertas das 10h às 23h30, a Fundação José Saramago recebeu na quinta-feira (18) centenas de visitantes no dia em que se assinalavam cinco anos sobre a morte do escritor.
Durante todo o dia quem passou pela Casa dos Bicos recebeu um exemplar do discurso dito por José Saramago no dia 10 de dezembro de 1998, aquando da atribuição do Prémio Nobel de Literatura, e foram convidados a fazer uma foto com uma réplica dos óculos de José Saramago, para “ver o mundo pelas suas lentes”.

carlomarques
Às 11h30, foi exibido o documentário inédito Um humanista por acaso escritor, do realizador brasileiro Leandro Lopes. O filme, que também foi exibido no Brasil nesse mesmo dia, traz depoimentos de pessoas próximas a José Saramago e excertos de leituras feitas pelo escritor.
10854915_887331048004979_3604714211481660332_oPelas 18h30 foi inaugurada a exposição de ilustrações que André Letria fez para o livro A Maior Flor do Mundo, de José Saramago. A mostra estará patente no quarto andar da Casa dos Bicos até ao final de agosto.

11059388_886880231383394_6983189218666529630_oÀs 21h, com lotação completa do auditório da Fundação José Saramago, a atriz Maria do Céu Guerra leu excertos do romance Claraboia e os músicos João Afonso e Rogério Cardoso Pires ofereceram ao público um emotivo concerto de cerca de duas horas.

 

Na imprensa:

RTP (Rádio/Antena 2)
Programa A Ronda da Noite, de Luís Caetano

RTP (Portugal)
Lembrar o legado de José Saramago

El País (Espanha)
Textos inéditos de Saramago: su creatividad íntima

El escritor que escribió contra la ceguera

Folha de S.Paulo (Brasil)
Reivindicar os nossos deveres

Cadena Ser
(Espanha)
Cinco años con José Saramago 

La Nación/EFE
El escritor José Saramago está más vivo que nunca

Europa Press
Cinco años sin José Saramago

Expresso (Portugal)
Uma mão cheia de futuro

Expresso (Portugal)
Verdade e ilusão democrática

Público (Portugal)
Fundação José Saramago assinala os cinco anos da morte 

Diário de Notícias (Portugal)
Sede da Fundação José Saramago assinala os cinco anos da morte

Voz Pópuli (Portugal)
Para recordar al Nobel luso, cinco años después de su muerte

Pin It on Pinterest

Share This