A homenagem de André Raposo aos avós, à literatura e à vida

A homenagem de André Raposo aos avós, à literatura e à vida

Colocado no Youtube há duas semanas, o vídeo Carta aos meus avós – a partir de José Saramago, realizado por André Raposo e João Descalço, já foi visto mais de 100 000 vezes. A ideia da produção de uma peça baseada no texto Carta a Josefa, minha avó, de José Saramago, foi do publicitário André Raposo, de 22 anos. «Um amigo passou-me essa crónica, eu já havia lido o Memorial do Convento e o Ensaio Sobre a Cegueira, além de algumas crónicas do Saramago, mas essa eu não conhecia. Gostei muito. Faz dois anos, quando o meu avô materno faleceu, voltei a ela. Fiquei muito próximo desse texto, li-o várias vezes, e comecei a pensar em trabalhá-lo de alguma maneira.»

A sua experiência teatral levou Raposo a pensar, de início, em adaptar a crónica de Saramago como um monólogo e apresentá-la no Teatro Rápido (espaço para obras de 10/15 minutos), mas logo a ideia de realizar um vídeo se sobrepôs. «Achei que teria mais projeção, e como não havia realizado nada, chamei um amigo, o João, para fazê-lo comigo.»

Durante seis meses Raposo andou às voltas com a ideia. Primeiro decidiu que o vídeo seria feito em Beja, no Alentejo, terra natal sua e de sua avó Maria Alice, de 81 anos, a outra protagonista do vídeo. «Ela aceito o convite na hora, mas fez algumas exigências: como, por exemplo, contracenar só comigo.»

Avó_Saramago(Fotos de Cristiano Morais)

Após a escolha dos atores, André Raposo foi em busca do cenário. O local escolhido foi a casa da outra avó (paterna, já falecida). «É uma casa grande e bem iluminada», explica o publicitário. No início de julho, durante quatro dias, ele e a avó interpretaram o texto escrito pelo Nobel português em 1968. Ainda foram precisas mais duas semanas de edição – ao lado de João Descalço – e finalmente no dia 23 de julho, três dias antes do Dia dos Avós em Portugal, o vídeo foi colocado nas redes sociais.

Era para ser uma homenagem aos avôs e avós. O que não imaginavam Raposo e Descalço é que o vídeo rapidamente se tornaria, no jargão da Internet, «viral». «A divulgação foi só mesmo nas redes sociais. Primeiro passei aos amigos, depois os amigos aos amigos, e os amigos dos amigos aos seus amigos, e foi assim», explica o publicitário. Além de muitos elogios e mensagens de carinho, a dupla recebeu pedidos para que o texto estivesse disponível em outros idiomas. A primeira legenda, em espanhol, já está visível; e em breve também será possível ler o texto em inglês.

Processed with VSCOcam with c1 preset

A avó Maria Alice também gostou do resultado, relata o neto. «Ela é muito comunicativa e as pessoas falam com ela na rua, contam que viram o vídeo.» Mas, segundo ele, ela não tem ideia da dimensão e do alcance do trabalho que fizeram. Só sabe que em Beja o vídeo fez sucesso.

Além de homenagear os avós, o publicitário diz que queria com o vídeo demonstrar que José Saramago, ao contrário do que algumas pessoas pensam, é acessível a toda gente. «Esse texto da avó Josefa é prova disso», conclui. Era para ser uma homenagem aos avós, e acabou por ser um presente para todos os leitores de José Saramago.

Assista ao vídeo de André Raposo e da avó Maria Alice:

Pin It on Pinterest

Share This