Homenagem a José Saramago em Atenas na comemoração pelo Dia da Língua Portuguesa

Homenagem a José Saramago em Atenas na comemoração pelo Dia da Língua Portuguesa

Embora relativamente pequena, a comunidade de língua portuguesa na Grécia juntou esforços para celebrar a língua portuguesa. Na terça-feira (9), no auditório Stoa Tou Biblio, no centro de Atenas, realizou-se um encontro para celebrar a cultura portuguesa e o idioma falado por quase 300 milhões de pessoas ao redor do mundo.

Por iniciativa da Embaixada de Portugal na Grécia, nomeadamente do embaixador Rui Tereno, falou-se de Machado de Assis e de José Saramago, assim como de literatura angolana e do poeta António Aleixo.

O ato, que foi aberto pelos embaixadores de Brasil, Angola e Portugal, encerrou com a intervenção da presidenta da Fundação José Saramago, Pilar del Río, com uma intervenção intitulada: “Navegar é Preciso – Uma Jangada de Pedra reboca a Europa para o Sul.”

A sessão contou também com a participação de Athina Psilias, tradutora da obra de José Saramago para o grego, que contou como o Prémio Nobel de Literatura é recebido pelas novas gerações em seu país: «Jovens de 20 anos descobrem hoje o escritor e enviam-me mensagens no Facebook com cumprimentos, e também com pedidos. Que tal é O Ano da Morte de Ricardo Reis? Não me pode fazer um desconto, sou estudante, sou pobre e quero ler todos os livros de José », contou a tradutora no seu texto, que será publicado na edição de maio da Blimunda, revista da Fundação José Saramago.

 

 

Pin It on Pinterest

Share This