Intervenção artística no Barreiro inspirada em texto de Saramago

Até 30 de junho, a cidade do Barreiro verá surgir intervenções artísticas em locais públicos, resultantes do projeto “Noutros Lugares”, inspirado num texto dos Cadernos de Lanzarote de José Saramago. O projeto, apresentado pela Artesfera – Associação de Artistas Plásticos do Barreiro, parte de um texto de 1998 sobre a arte e a relação que o artista estabelece com a obra no ato de criação: “Sobre o cavalete, o pintor colocou uma tela branca. Olha-a como a um espelho. A tela é o único espelho que não pode refletir a imagem do que está diante de si, daquilo que com ele se confronta. A tela só mostrará a imagem do que apenas noutro lugar é encontrável.”

A iniciativa decorre de 1 a 30 de junho e consiste em expor/ instalar arte em ambientes públicos (abertos ou fechados) e realizar intervenções/ ações artísticas efémeras em diversos espaços urbanos na cidade do Barreiro. No âmbito do Projeto ‘Oficina Saramago’, a 5ª conferência internacional deste ciclo de celebração do escritor e do cidadão ocorreu na tarde de 1 de junho, e reuniu no auditório da Escola Secundária de Santo André (ESSA) largas dezenas de participantes. “Levantado do Chão de José Saramago: os heróis esquecidos da História” foi a temática em análise por Graciete Besse, professora catedrática da Universidade da Sorbonne. A investigadora sublinhou que Levantado do Chão coloca em evidência “os mudos da história”, aqueles que “são realmente os verdadeiros heróis, são aqueles que lutaram mas de quem ninguém fala”.

Pin It on Pinterest

Share This