Livro reúne fotografias de João Francisco Vilhena e textos de José Saramago

(Capa)

«Um súbito pensamento: será Lanzarote, nesta altura da vida, a Azinhaga recuperada?», questionava José Saramago nos seus Cadernos de Lanzarote. Em 1993, o escritor decidia mudar-se com Pilar del Río para essa ilha das Canárias, um local rodeado por vulcões onde encontrou a tranquilidade que procurava e onde ergueu a sua Casa e a sua Biblioteca. Há quinze anos, após o anúncio da atribuição do Prémio Nobel, recebeu o fotógrafo João Francisco Vilhena para um passeio de que resultariam fotografias surpreendentes, expostas em dezembro desse ano em Estocolmo, e agora reunidas no livro Lanzarote – A Janela de Saramago, a publicar pela Porto Editora a 9 de maio. Neste livro, as fotografias jogam em harmonia com os textos de José Saramago, presentes nos Cadernos de Lanzarote, sobre a terra, a paisagem, a vida: reflexões do Nobel português sobre os temas que o marcavam. Uma combinação que resulta num livro único.

Lanzarote – A Janela de Saramago será apresentado no festival LeV – Literatura em Viagem, no dia 10 de maio, às 12:00, na Galeria Municipal de Matosinhos, numa sessão que contará com a presença de João Francisco Vilhena e Pilar del Río. Posteriormente, será apresentado em Lisboa.


(Contracapa)
Na imprensa:

Pin It on Pinterest

Share This