Mês do Desassossego (24)

Não faltam discípulos a Clinton. Interpelado por jornalistas portugueses sobre a venda de armas à Indonésia, Felipe González retorquiu que não via nesses fornecimentos nenhuma contradição com a importância que os direitos humanos têm para Espanha… Assim como se estivesse a dizer ao povo de Timor: “Vocês têm o direito de viver e eu tenho o direito de vender as armas com que vos matam.” Provavelmente, a linguagem dos políticos é a única real, e nós, os que continuamos a sonhar com uma vida de dignidade, não passamos de uns pobres idiotas…
in Cadernos de Lanzarote, Diário II, pág. 244

Pin It on Pinterest

Share This