Morreu em Maputo o pai de Mia Couto

O jornalista, editor e escritor moçambicano Fernando Couto morreu em Maputo na quinta-feira, aos 88 anos. Pai do escritor Mia Couto, a quem a Fundação José Saramago envia um abraço de amizade neste momento de dor, sofria de uma doença que o tinha levado a sucessivos internamentos hospitalares.

Fernando Couto, nascido no Porto, foi subchefe de redação do principal diário moçambicano, “Notícias”, de Maputo, e professor na Escola de Jornalismo de Maputo. Publicou obras de poesia e foi responsável pela editora moçambicana Ndjira, agora integrada no grupo português Leya. 

 

Na página (não oficial) de Mia Couto no facebook, foi ontem ontem publicado o “Poema da despedida” (de Raiz de Orvalho e outros poemas):

 

Não saberei nunca
dizer adeus

Afinal, 
só os mortos sabem morrer

Resta ainda tudo,
só nós não podemos ser

Talvez o amor,
neste tempo,
seja ainda cedo

Não é este sossego
que eu queria,
este exílio de tudo,
esta solidão de todos

Agora 
não resta de mim
o que seja meu
e quando tento
o magro invento de um sonho
todo o inferno me vem à boca

Nenhuma palavra
alcança o mundo, eu sei
Ainda assim,
escrevo.
Mia Couto

Pin It on Pinterest

Share This