Novas edições no Brasil acolhidas com carinho em Belém e no Rio de Janeiro

Os livros “Da estátua à pedra e discursos de Estocolmo” e “Democracia e universidade” (capas na foto) tiveram sessão de lançamento muito concorrida e calorosa na Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro na tarde deste domingo, 1 de setembro, com a presença de Pilar del Río, presidenta da Fundação José Saramago.

Os dois livros foram publicados no Brasil pela Editora da Universidade Federal do Pará (EdUFPA), e tinham sido apresentados ao público no dia 30 de agosto, numa sessão que contou com quase um milhar de pessoas, que puderam ver a exposição de fotografias de João Francisco Vilhena em Lanzarote. Pilar del Río proferiu uma conferência (ver link abaixo) e a atriz Vera Barbosa fez leituras de textos de Saramago, envolvendo o público numa forte emoção.

“Da estátua à pedra e discursos de Estocolmo” contém uma conferência que Saramago proferiu na Universidade de Turim, Itália, em abril de 1998, num seminário em que especialistas de vários países se juntaram para falar da sua obra. Trata-se de uma reflexão, de improviso, sobre o ofício de escrever, e está publicada em Portugal pela undação José saramago sob o título “A estátua e a pedra”. Foi já depois desta publicação que Pilar del Río encontrou uma versão corrigida pelo próprio Saramago, que alterava o próprio título. No mesmo volume da edição brasileira, encontram-se os Discursos de Estocolmo, proferidos aquando da entrega do Prémio Nobel da Literatura, em 1998.

“Democracia e universidade” junta duas conferências, a primeira proferida em 2005 na Universidade Complutense de Madrid, Espanha, e “Verdade e ilusão democrática”, lida em abril de 2003, no Chile, durante o ciclo “Las conferencias de la Moneda”.

Vicente Cecim em O Liberal

Globo/Portal G1

Conferência de Pilar del Río

Portal da UFPA

Pin It on Pinterest

Share This