Póvoa de Varzim, capital ibérica da literatura


Tem início na quinta-feira, dia 20, e estende-se até sábado (22) a 15ª edição das Correntes d’Escritas – Encontro de Expressão Ibérica-, na Póvoa de Varzim.

Serão três dias de debates sobre literatura, exposições, intervenções poéticas, oficinas literárias, apresentação de livros e outra atividades culturais. 

O professor Adriano Moreira é o encarregado de proferir a conferência de abertura, às 15h, na quinta-feira, quando também será anunciado o vencedor do 11º Prémio Literário Casino de Póvoas.

Mais de 60 escritores, jornalistas e críticos literários estarão na Póvoa de Varzim para fazer com que, uma vez mais, a cidade se transforme durante três dias na capital ibérica da literatura. Alguns dos convidados, como Eduardo Lourenço e Rui Zink, já são presença quase que obrigatória nas Correntes. Outros, como o argentino Andrés Neuman e o poeta espanhol Antonio Gamoneda, farão a sua estreia neste ano.

Esta edição do encontro literário contará ainda com Ondjaki, José Luis Peixoto, João Tordo, Gonçalo M. Tavares e Valter Hugo Mãe, todos eles Prémio Literário José Saramago. 

 

Para ver o programa completo das Correntes d’ Escritas clique aqui.

Pin It on Pinterest

Share This