Texto # 7: “Já apareceste de novo, andava à tua procura”

TEXTO #7:

“[No Evangelho segundo Jesus Cristo] quando Jesus vai ressuscitar Lázaro, Maria de Magdala interrompe-o, dizendo-lhe: «Ninguém pecou tanto que mereça morrer duas vezes.» Só uma mulher é capaz de compreender que não faz sentido ressuscitar se se tem de morrer outra vez. Sinto que as mulheres da Jangada de Pedra demonstram que a mulher é mais sábia, mais generosa, mais aberta, mais real. Quando começo um romance não digo para mim mesmo: «Agora tens de pôr aqui uma mulher extraordinária.» O que acontece é que ela vai nascendo a partir das situações criadas que se vão narrando. E quando a vejo desenhar-se pouco a pouco, digo-lhe: já estás aí, já apareceste de novo, andava à tua procura…”

José Saramago, em entrevista a La Jornada, Cidade do México, junho de 2007, in José Saramago nas suas palavras (2010)


Durante o mês de março, seguindo a sugestão dos amigos argentinos do Mundo Blimunda, a Fundação recuperará palavras de Saramago sobre as mulheres. 
Veja os textos anteriores:  

TEXTO #1
TEXTO #2
TEXTO #3
TEXTO #4
TEXTO #5
TEXTO #6

Pin It on Pinterest

Share This