Uma tarde para celebrar Julio Cortázar

Julio Cortázar, que em 2014 completaria cem anos (Foto do livro Cortázar de la A a la Z, Alfaguara)

Mais de duas centenas de pessoas estiveram ontem no Jardim de Inverno do Teatro São Luiz para celebrar as palavras de Julio Cortázar e o jazz de Charlie Parker.

Durante cerca de uma hora e meia, José Rui Martins, do Trigo Limpo Teatro ACERT, leu fragmentos do conto O Perseguidor, do escritor argentino falecido há 30 anos em Paris. O actor foi acompanhado do quarteto de Carlos Martins, que interpretou temas de Charlie Parker e de Carlos Martins.
Foi escolhido o exacto dia da morte de sua morte, para celebrar a vida e a obra do autor de Rayuela – O Jogo do Mundo. Com a leitura de um de seus maravilhosos contos e com a música que mais apreciava, dissemos a Julio Cortázar que não o esqueceremos.  

O Ano Cortázar
(Ípsilon)  

Lisboa recuerda el legado de Cortázar cuando se cumplen 30 años de su muerte
(La Vanguardia)

 

Foi esse o primeiro acto deste “Ano Cortázar”, em que se assinala o centenário do escritor argentino. Nos próximos meses a Fundação José Saramago e a Casa da América Latina organizarão outros eventos em homenagem a Julio Cortázar.

Alexandre Frazão, Carlos Barreto, José Rui Martins, Carlos Martins e Mário Delgado (Foto: FJS/Divulgação)

Agradecemos a todos os que fizeram possível a realização do espetáculo de ontem.
Muito obrigado à Casa da América Latina pela parceria e confiança. 
Muito obrigado ao Teatro São Luiz pelo carinho com que nos recebeu. 

Muito obrigado a Carlos Martins e ao seu quarteto pela entrega e profissionalismo.
Muito obrigado a José Rui Martins e a toda a equipa do Trigo Limpo Teatro ACERT pela amizade que nos confiam.
Muito obrigado a todos que compareceram no Teatro São Luiz ontem e disfrutaram connosco de um fim de tarde de literatura e poesia.

 

Veja galeria de fotos de revista Bliss & Hellfire do evento sobre Cortázar

Pin It on Pinterest

Share This