José Saramago / A Obra / Bibliografia

Cadernos de Lanzarote IV

Cadernos de Lanzarote IV
1996

Escrever um diário é como olhar-se num espelho de confiança, adestrado a transformar em beleza a simples boa aparência ou, no pior dos casos, a tornar suportável a máxima fealdade. Ninguém escreve um diário para dizer quem é. Por outras palavras, um diário é um romance com uma só personagem. Por outras palavras ainda, e finais, a questão central sempre suscitada por este tipo de escritos é, assim creio, a da sinceridade.

José Saramago

Loja

Portugal

Cadernos de Lanzarote IV

2017 (1ª edição na Porto Editora; 6ª edição)


Idioma
Português

A caligrafia da capa é da autoria da escritora Nélida Piñon.

Mais uma vez Saramago a contar os dias pelos dedos, e a meditar sobre os eventos, as pessoas, as paisagens, as políticas. Um ano inteiro dentro de um livro — o Diário IV — escrito na aspereza de Lanzarote, mas onde cabe o mundo que Saramago visita em cada dia, nem que seja através das notícias que lhe enviam de milhentos lugares.

Brasil