José Saramago / The Work / Bibliography

The intermittences of death

The intermittences of death
2005

No fundo, o livro empurra uma porta aberta. Diz aquilo que todos já sabemos: que temos que morrer. Mas talvez mostre, com mais clareza, que temos que morrer para viver. Se não, a vida seria insuportável

Foundation

Store

Portugal

The intermittences of death

2014 (1ª edição na Porto Editora; 5ª edição); 2019, 7ª ed.


Language
Portuguese

A caligrafia da capa é da autoria do escritor Valter Hugo Mãe

«No dia seguinte ninguém morreu.»

Assim começa este romance de José Saramago.

Colocada a hipótese, o autor desenvolve-a em todas as suas consequências, e o leitor é conduzido com mão de mestre numa ampla divagação sobre a vida, a morte, o amor, e o sentido, ou a falta dele, da nossa existência.