News

FJS doa itens de José Saramago ao Museu do Nobel

No dia 21 de Fevereiro, a presidenta da FJS, Pilar del Río, estará em Estocolmo para participar na cerimónia de doação de objetos relacionados com José Saramago ao Museu do Prémio Nobel. Serão entregues à diretora do museu, Erika Lanner, os seguintes objetos:

– Um exemplar do álbum ilustrado “Saramago, os seus nomes”, de autoria de Alejandro Schnetzer e Ricardo Viel, que conta a trajetória do escritor português: os espaços, lugares, pessoas e criações que compuseram a sua vida.

– Um exemplar do livro “Da Estátua à Pedra”, um ensaio onde José Saramago debruça-se sobre a sua própria obra e identifica uma mudança na sua escrita. “Notei (…) que não podia acrescentar mais adornos à estátua (…) chegara o momento de descer ao fundo do edifício e de o escavar até encontrar a água e o sangue, até fazer sangrar a minha própria matéria, a minha própria carne. Da fase da Estátua passei à da Pedra”, conta o escritor.

– Um retrato de José Saramago feito pelo fotógrafo Fernando Peres Rodrigues em 1997. Na imagem, o escritor segura uma pedra, que posteriormente levaria à sua casa para compor a coleção de pedras que tinha. “Não invento nada, o que faço é mostrar: como quem vai por um caminho e encontra uma pedra, levanta-a para ver o que é que está debaixo.”

– Os óculos usados por José Saramago nos últimos anos de vida, com os quais via o mundo.

Participam na cerimónia o embaixadora de Portugal na Suécia, Sara Martins, e também os representantes dos institutos Camões e Cervantes.

A visita de Pilar del Río a Estocolmo conta com o apoio das Embaixada de Portugal e da Espanha na Suécia. Além da doação ao Museu do Nobel, a agenda inclui a exibição do filme “José e Pilar”, com a presença do realizador Miguel Gonçalves Mendes, no Instituto Cervantes de Estocolmo, e de um seminário sobre estudos ibéricos na Universidade de Estocolmo, com a participação do Professor António Sáez Delgado.

 

Foto: Fernando Peres Rodrigues/FJS