José Saramago / The Work / Bibliography

The Duplicate Man

The Duplicate Man
2002

Atualmente, no mundo, entre «eu» e o «outro» há distâncias e não é possível superar essas distâncias, e por isso o ser humano cada vez consegue menos chegar a um acordo. As nossas vidas são compostas em cerca de 95% pela obra dos outros. No fundo, vivemos num caos e não existe uma ordem aparente que nos governe. Então, a ideia-chave no livro é que o caos é um tipo de ordem por decifrar

Foundation

Store

Portugal

The Duplicate Man

2014 (1ª edição na Porto Editora; 3ª edição)


Language
Portuguese

The cover calligraphy was written by the writer Lídia Jorge

Tertuliano Máximo Afonso, history teacher at secondary school, «lives alone and gets bored», «was married and does not remember what led to his marriage, got divorced and now he does not even want to remember the reasons why he separated », to the chair of History« he sees it for a long time as a meaningless fatigue and an endless beginning ». One night at home, while watching a movie on television, «he got up from his chair, knelt down in front of the TV, his face as close to the screen as he could see, It's me, he said, and again he felt the hairs on his body stood on end ”.

Depois desta inesperada descoberta, de um homem exatamente igual a si, Tertuliano Máximo Afonso, o que vive só e se aborrece, parte à descoberta desse outro homem.